A Rotina EXATA de um Fórum de Justiça

direito humor

Fórum. Meio dia. Estagiários de mochila e calça jeans passam apressados pelo detector de metais. O vigilante aperta o botãozinho para desabilitar o bloqueio da porta para não haver incômodo para os servidores que entram com celular, chaves, revólveres e armas brancas. Opa, deixou um cidadão passar. Faz ele voltar e passar pelo detector novamente. A porta apita e, com uma voz feminina, diz aquela baboseira toda: “POR FAVOR… não sei o que lá objetos metálicos…” O segurança manda o indivíduo pôr o celular e chaves no guarda-volumes. O sujeito passa de novo. Mais um apito…

Na Vara de Infância, ouve-se alguém falando seriamente ao telefone: “o tomate, tá bom o preço, o feijão, a laranja também!”. Chega o vendedor de pão. Vende um para a estagiária que mora sozinha. Oferece à outra estagiária que está super concentrada no seu computador, jogando campo minado enquanto espera o Projudi voltar ao ar. Ela agradece e diz que não quer.

_ Não quer agora, mas à tarde vai dar fome…

_ Ah, hahaha, muito obrigada, mas não vou querer hoje.

_ Não quer hoje? Amanhã eu volto!

Continuar lendo

Como escrever bons textos (de humor a receita de bolo) e nunca perder a criatividade?

** Antes de tudo: este texto não se encaixa bem na proposta do blog, mas, além de ser “fofinho”, tem certo “humor negro” – o que o legitima a compor as minhas publicações aqui! 😉 Boa leitura, meus caros! haha

homem pensando

Para os que não estão acostumados com o ritmo de vida de um escritor (no mais amplo significado da palavra) pode parecer estranho acontecer do indíviduo citado não saber o que escrever. Infelizmente, isso é fato – eu mesma que não sou escritora, nem sequer aspirante :/ tenho terror de perder a inspiração e ficar sem ideias!

Por isso, para evitar essas coisas e até para ajudar quem quer embarcar na aventura de expor ao mundo seus pensamentos, lá vão algumas dicas infalíveis para sempre ter alguma ideia brilhante em mente:

Continuar lendo

A Dose do AVC!

Antigamente a vida era tão tranquila, as pessoas eram saudaveis e felizes, ninguém sabia o que é depressão, se um coitado resolvia dizer que estava com um tristeza profunda sofria até preconceito! “Mas que frescura, tanta gente passando fome e esse infeliz aí reclamando, vai capinar uma roça pra ver!“.
urso humorHoje em dia as coisas estão diferentes. A depressão e outras doenças psicossomáticas isso ainda é um texto de humor ou virou um informativo médico? estão mais comuns, todos entendem o que é e são compreensivos pelo menos os mais humanos. Mas também, as doenças estão cada vez mais presentes, as pessoas cada vez com menos tempo, sempre estressadas e apressadas!

É engraçado, as vezes a gente está andando na rua e encontra um conhecido. Perguntamos pra criatura “e aí, como estão as coisas?“, ele responde “nossa tá uma loucura, to correndo agora!“. Aí você olha pra pessoa, ela está ali parada na sua frente e dizendo que está correndo. Tudo bem, as pessoas estão ficando um pouco transtornadas com o estresse… Continuar lendo

Irritando a Bruna!! II

Este texto é uma continuação do Irritando a Bruna!! (link link link haha), afinal de contas, sempre há milhares de coisas para nos irritar na vida, principalmente em estado de TPM quando todos estão errados e só nós mulheres certas, achando que o mundo vai acabar… 😛 Continuar lendo

Dentista – momentos de terror!

Detesto dentista. Não o meu, ele é um amor de pessoa, me refiro à clínica mesmo -parece que tudo é planejado para nos aterrorizar!

Começa com a espera para ser atendido. Eles nos deixam meditando um tempinho para ficarmos imaginando quais métodos de tortura serão utilizados no dia. Eu sempre vejo claramente algo assim:

dentista

Ou assim:

dentista
Ele está mexendo num dente de um ser humano vivo por enquanto ou tentado abrir a tampa emperrada de um pote de azeitona?!

Quando entro no consultório tem um brutamontes sorridente me esperando. Me causa uma certa estranheza… acho que os dentistas não poderiam ser grandes e fortes, de jeito nenhum! Continuar lendo

Como se transformar no Hulk

hulk

1.   Primeiramente, estude bastante!

É, não está fácil para ninguém, nem para o grandalhão que tomou muito Whey sabor chimarrão duvido que não tem.

2.   Depois, vá trabalhar em um laboratório com muitos produtos químicos será um pouco difícil de encontrar, eu sei. Continuar lendo

Advogado – pode esperar!!

lawyer-28838_1280Acordou mal do estômago…

Hoje não! Não me venha com essa que hoje não dá. Tenho cinco audiências e duas reuniões de conciliação no escritório. Como um advogado doente pode ser útil?

No caminho do Fórum sentiu um enjoo forte, só deu tempo de virar a cabeça para não sujar o volante. Esse tempo que deu também foi suficiente para se desconcentrar e “paft!”, bateu.

Infortúnio, hoje não! O que é esse troço aqui pra fora do meu braço? Um osso… ah, não tem problema, pode esperar!

_ Respire fundo, fique tranquilo. Vamos te levar para o hospital. Continuar lendo

Morrendo de sono!

Minha nossa, meus olhos estão se fechando! Não consigo abrir!

Pensava que essas coisas só aconteciam em pesadelos, mas não, se você dormir muito tarde na noite anterior, também acontece!

Seus olhos simplesmente vão se fechando, fechando, fechando… e quando percebe, leva um susto com a voz de alguém falando perto você irá “nascer de novo” se a voz não for do seu patrão e nunca mais vai cair na tentação de assistir o programa do Jô.dormir trabalho

cesta
Ninguém vai perceber, estou bem camuflado com este jaleco laranja cheguei fluorescente…

Não sei o que fazer para aliviar o sono. Talvez, se fechar os olhos por uns 2 minutinhos… Continuar lendo

Palavras engraçadas I

Às vezes, acontece de eu não fazer idéia do que escrever. Então, escrevo qualquer coisa utilizando “palavras coringas do humor” – palavras naturalmente engraçadas. É sério, isso existe!

fonte: pt.winkal.com
fonte: pt.winkal.com

Quer ver? Duvido que você não vai esboçar um sorrisinho sequer.

Lá vai:

– besuntar

Só eu tenho ataque de riso quando vejo esta palavra?

Para quem não riu, um trecho de Luiz Fernando Veríssimo para melhor exemplificar a situação:

“[…] O melhor programa pra quem vai à praia é chegar bem cedo, antes do sorveteiro, quando o sol ainda está fraco e as famílias estão chegando. Muito bonito ver aquelas pessoas carregando vinte cadeiras, três geladeiras de isopor, cinco guarda-sóis, raquete, frango, farofa, toalha, bola, balde, chapéu e prancha, acreditando que estão de férias. Em menos de cinquenta minutos, todos já estão instalados, besuntados e prontos pra enterrar a avó na areia […]”.

– recauchutar

Por que esta palavra sempre é empregada para designar o procedimento estético feito em mulheres extremamente feias?

Recauchutada Geisy Arruda se prepara para o carnaval”.

Mas há exceções:

Sei que todos, algum dia, acordamos com a senhora desilusão sentada na beira da cama. Mas a gente vai à luta e inventa um novo sonho, uma esperança, mesmo recauchutada: vale tudo menos chorar tempo demais. Pois sempre há coisas boas para pensar. Algumas se realizam. Criança sabe disso” – Lya Luft

– apetrecho

Soa bem como uma palavra substituta.

Por exemplo, em vez de dizer “ele não parava de ligar; ela pegou o celular e jogou no lixo”, diga “ele não parava de ligar; ela pegou o apetrecho barulhento e jogou no lixo”.

– abestado

Não é engraçada em si, mas se você utilizá-la, irá induzir imediatamente na mente das pessoas a imagem do Tiririca, então, conseguiu o que queria.tiririca abestado

– esbugalhado

Quando usada depois da palavra “olho” fica engraçadinha se encaixar bem na frase:

Sou filho de cartunista e tenho olho esbugalhado. Quero um programa de humor no Multishow” – Gródigo, Twitter.

 

Sem jeito :/

Sem jeito

Todas as pessoas normais já passaram ou passarão por uma situação constrangedora na vida. Todas, inclusive eu.

A coisa era drástica. Chegou a dar sede. Agarrei com toda a delicadeza possível para o momento o copo descartável de água que estava sobre a mesa. Infortunadamente, não percebi que não havia água alguma, estava totalmente vazio. Entretanto, o ato já se havia consumado, estava numa etapa em que não se podia mais voltar atrás ou seria considerada “perturbada” – desse tipo de gente ansiosa, que começa a fazer algo desnecessário por impulso, depois desiste e fica com cara de abestado. Assim, para não parecer mais perturbada do que já estava, fingi que tinha alguma coisa ali. Não foi uma boa ideia.

Comecei metendo a boca no copo e erguendo a cabeça “com vontade” para que sumisse logo o que tinha que ter no bendito copo. Depois, dei umas lambidas na beirada do recipiente – a intenção era simular que estava bebendo o resto, contudo, pareceu mais que eu estava tentando seduzir alguém. Isso eu consegui, mas não vem ao caso. Finalmente, fui sugando o copo, como se tivesse uma gotinha que eu não queria deixar para trás. Suguei demais. Continuar lendo