A Rotina EXATA de um Fórum de Justiça

direito humor

Fórum. Meio dia. Estagiários de mochila e calça jeans passam apressados pelo detector de metais. O vigilante aperta o botãozinho para desabilitar o bloqueio da porta para não haver incômodo para os servidores que entram com celular, chaves, revólveres e armas brancas. Opa, deixou um cidadão passar. Faz ele voltar e passar pelo detector novamente. A porta apita e, com uma voz feminina, diz aquela baboseira toda: “POR FAVOR… não sei o que lá objetos metálicos…” O segurança manda o indivíduo pôr o celular e chaves no guarda-volumes. O sujeito passa de novo. Mais um apito…

Na Vara de Infância, ouve-se alguém falando seriamente ao telefone: “o tomate, tá bom o preço, o feijão, a laranja também!”. Chega o vendedor de pão. Vende um para a estagiária que mora sozinha. Oferece à outra estagiária que está super concentrada no seu computador, jogando campo minado enquanto espera o Projudi voltar ao ar. Ela agradece e diz que não quer.

_ Não quer agora, mas à tarde vai dar fome…

_ Ah, hahaha, muito obrigada, mas não vou querer hoje.

_ Não quer hoje? Amanhã eu volto!

Continuar lendo

Comer, ______ e ______ !

Li uma recente postagem do Mariel (um cara muuuuito criativo e com reflexões extremamente coerentes, diga-se de passagem) no blog dele (liiiiink! 😛 ) e a publicação, além de dar outras sugestões, dizia “adote uma polêmica“. Pois bem, depois dessa, decidi revelar uma polêmica muito importante aqui minha gente! Adotada, a polêmica já está desde a minha infância.

MAS ATENÇÃO, SE PREPAREM, eu os amo todos, meus caros seguidores, por favor, não queiram me matar depois dessa, é só o meu ponto de vista a respeito de um fato da vida… lá vai:

vacaporcotouro

Sou vegetariana e não me orgulho da humanidade ao dizer isso. As coisas estão muito invertidas: todos deveriam ser vegetarianos e, então, eu não precisaria dizer que sou diferente – só se comesse carne! Não entendo porque é que sou a exceção, ninguém deveria comer ninguém, isso não é normal!

Muito além de ser vegetariano ou não, a questão também se trata do nossa relação com os animais. Se você é capaz de amar os humanos, deve amar também, ou pelo menos não ser estúpido com os animais. Não preciso de nenhum apelo emotivo para te convencer disso, pois se trata apenas da pura e velha razão que nos distingue das demais criaturas. Reflita nas seguintes perguntas e não incomode mais os bichinhos batendo, brigando, sendo ríspido ou comendo-os:

O QUE ELE FEZ PRA VOCÊ?

Te mordeu?!

Ah, então pode comer! Vai lá, coloca o Pitbull na churrasqueira! Cuidado para ele não te morder de novo, senão vai ter que comer os coleguinhas dele para se vingar direito isso inclui o Crista Chinês da mulher do dono dele.

Continuar lendo

Discussão ou CAINDO NA PORRADA!

Eu sei que no calor da discussão é difícil se controlar, mas há certas coisas que pre-ci-sam ser evitadas, como, por exemplo, ficar “jogando as coisas na cara do outro [“você dá um de santinho, mas te vejo todo dia no barzinho”, “não toma café, mas é viciado em Coca-Cola”]. Isso é muito chato, quando faz isso, você perde uns 5.000 pontos com a pessoa, sem contar os já perdidos por causa da briga. Além disso, pode machucar, vai que o outro fica com o olho roxo!

gato

Algo constrangedor é esquecer o motivo da briga no meio dela. Sempre acontece comigo! Na verdade, acontece com a maioria das pessoas, por isso sempre dizem “mas por que você está falando isso?!”, “você está dizendo que eu fiz o quê?!ou o que foi que eu fiz?!”. Essas expressões são usadas numa desesperada tentativa de que o outro briguento dê alguma dica, sem querer, do que aconteceu. Mas sabe, isso nunca dá certo! Precisamos adotar uma outra estratégia, ou então, sermos sinceros e dizer “olha, nem lembro mais o que provocou essa gritaria, mas mesmo assim, estou irado, então, vê se sai logo da minha frente ou eu providencio pessoalmente a sua retirada!”.briga
Continuar lendo

Lavar as mãos no INVERNO

Não deixo de lavar as mãos no inverno porque a água está gelada

– a questão é de prioridades –

** leia as notas de rodapé com o texto –

No dia de hoje, onde moro1 está muito frio.2 Fui ao banheiro e quase não lavei as mãos.

Acontece que a força do hábito foi muito mais forte, até mesmo mais que a força da higiene – quando vi já havia metido as mãos naquela cachoeira do Pólo Norte. A água que saiu da torneira estava tão gelada que as gotas de água me fizeram sentir dor ao caírem quase solidificadas em minhas frágeis mãos de pianista3. Continuar lendo

HAHAHAHA!! [sorriso sarcástico]

Não somos uma pessoa só, somos várias ao mesmo tempo e a quantidade só depende de quão diferentes podemos ser de nós mesmos. Eu sei, parece um pouco confuso, mas veja, por exemplo, eu amo o frio (quando estou no verão) e também o odeio (quando estou no inverno). Viu? Isso é muito simples!

Eu sou duas: uma jovem sonhadora e uma adulta fracassada. Mas, para sua tranquilidade, somente uma de mim escreve este blog, para evitar discussões e contradições (=

Olha só, estamos chegando na Black Friday e eu estou muito triste porque não quero gastar dinheiro…

Era brincadeira, eu estou morrendo de felicidade! Adoro compras, imagina só, que mulher não gosta de uma boa promoção?! Continuar lendo

Continue Aqui

aspasOlhei naqueles olhos que sempre me transmitiram paz e vi ódio, insatisfação reprimida. Desnecessária minúcia, percebi instantaneamente seu transtorno psicológico. Tive vontade de mandá-la ir embora para casa naquele dia, como alguém conseguiria trabalhar dessa forma?

Seus olhos altivos demonstravam o desejo de ir longe para olhar paisagens distantes – sozinhos ou acompanhados.

Os lábios apertados não deixavam de revelar as palavras silenciosas que escapavam pela boca e deixavam-se transparecer por meio da postura com que me encarava. Continuar lendo

TAG: Perguntas Aleatórias

mulher

E aíííí minha gente!

Nunca respondi TAG alguma porque nunca me indicaram, mas não vem ao caso, entretanto resolvi publicar essa de hoje porque já basta não colocar uma foto minha aqui no blog, todos tem direito de saber algumas coisas pessoais desta criatura bobona que escreve coisas legais sem sentido neste blog lindo nada ver 😀

Quem me indicou foi a Nayara do blog Sorrir pra Encantar, muito obrigada pela indicação Nay! Mas quanta intimidade já ir chamando a pessoa por apelido… mas é que achei tão fofo ela me indicar, tão tudo ^^

Lá vai:

1. Na sinceridade, você acha que dinheiro é mais importante que o amor? 

Jamais! Amor é tudo sim e que me julguem os mais “realistas”. Talvez o amor sofra um pouco sem dinheiro, mas ter dinheiro sem o bendito amor é o fim do mundo, depressão na certa!  Continuar lendo

* A dose da semana *

Eu realmente gostaria de escrever um texto por dia aqui no blog, afinal de contas, a proposta é clara: a dose do dia!

Não obstante, não é fácil tentar escrever coisas engraçadas ou ter o mínimo de bom humor quando se está na adolescência (tecnicamente, a fatídica fase termina depois dos 21 anos, certo?), a vida não ajuda, precisamos construir tudo ainda e o futuro é incerto imagina só como está sendo a vida dos que acabaram de entrar na adolescência, agora que o Trump venceu as eleições.

de costas

Às vezes tenho muita vontade de crescer e ser logo grande não me refiro à estatura, dessa eu já desisti há tempos, mas não, não dá para pular fases. Até pode ser que minha ansiedade seja causada por esse desejo de cortar o caminho… Continuar lendo

Irritando a Bruna!! II

Este texto é uma continuação do Irritando a Bruna!! (link link link haha), afinal de contas, sempre há milhares de coisas para nos irritar na vida, principalmente em estado de TPM quando todos estão errados e só nós mulheres certas, achando que o mundo vai acabar… 😛 Continuar lendo

Amáveis & Estúpidos S2

É incrível como podemos ser tão amáveis, mas também tão estúpidos. Veja nosso relacionamento com os cachorros, por exemplo, num momento estamos dizendo palavras fofas como “coisa linda diiii mamaaaaaaee!” ou “gudigudiiii!” e logo depois gritamos “paaaaraa!!”, “naaaao!”, “saicochorroveidaqui!!”.

cachorro

Continuar lendo

#Shakespeare meu “kirido”!

“Lutar pelo amor é bom, mas alcançá-lo sem luta é melhor” – William Shakespeare

Sou ousada e sabe como vou provar isso para você? Discordando de Shakespeare.

Que absurdo, lutar pelo amor não é bom!

Quando ouço a expressão “luta” imagino duas mulheres descabeladas, alguém soltando as tripas pela barriga, um homem cambaleando ou então o Brad Pitt, quer dizer, Aquiles, com uma armadura de ferro sendo atingido no calcanhar. Quem já assistiu algum filme de guerra sabe o que é luta…

Vai por mim, se você precisa lutar para ter o amor de alguém, tem algo errado aí viu! Ou você não chamou a atenção o suficiente ou ele(a) não está interessado. Continuar lendo

Irritando a Bruna!!

irritado

O que me irrita muito são as pessoas exageradas. Sabe aquele tipo de gente que aumenta tudo? “nossa, isso é muuuuuito difícil!“,”ele é suuuuper chato!“, “ela é magééérrima!“. Odeio.

Mas tem os que se superam, eles são da turma dos superlativos/aumentativos [e olha, não é só para rimar não, mas de modo geral são hiperativos]: “meu Deeeeus, isso é ‘hiper’ difícil!“, “ele é ‘mega’ chato!“, “ela é ‘ultra’ magra!“. Fico imaginando como se expressariam a respeito de uma pessoa chata, magra e difícil, tudo ao mesmo tempo. Talvez dissessem “orra!” ou então desmaiassem, morressem, sei lá. Continuar lendo

Dentista – momentos de terror!

Detesto dentista. Não o meu, ele é um amor de pessoa, me refiro à clínica mesmo -parece que tudo é planejado para nos aterrorizar!

Começa com a espera para ser atendido. Eles nos deixam meditando um tempinho para ficarmos imaginando quais métodos de tortura serão utilizados no dia. Eu sempre vejo claramente algo assim:

dentista

Ou assim:

dentista
Ele está mexendo num dente de um ser humano vivo por enquanto ou tentado abrir a tampa emperrada de um pote de azeitona?!

Quando entro no consultório tem um brutamontes sorridente me esperando. Me causa uma certa estranheza… acho que os dentistas não poderiam ser grandes e fortes, de jeito nenhum! Continuar lendo

Casa de pobre = pobre da casa!

casa de pobre

Às vezes tenho vontade de fugir de casa, mas já não tenho idade para isso – se fugir agora vão achar que me casei!

É complicado morar com a família, principalmente se você é uma pessoa legal como eu. Não consigo ouvir uma música inteira sem interrupções quando estou em casa – é um tal de “lava a louça por favor”, “passa pano no chão”, “a louça que você lavou secou, vai lá guardar ela”, etc.

Pensando bem, acho que não sou legal, sou serviçal.

E no final sempre tem o “Deus te pague”. Não é por nada não, mas eu quero que outro alguém me pague. Se Deus for me pagar alguma coisa, eu vou é levar uma surra! Nunca estamos quites com Deus a ponto de recebermos um pagamento ou alguma recompensa. Continuar lendo

Corretor ortográfico seu… !!

Algumas vezes são coerentes, outras, simplesmente insanos! De vez em quando, até parece que ele têm vida própria, pois começa a discordar da gente:

Não, esta palavra não se escreve assim, é ‘cedilha’ e não ‘cecedilha’ “.

E daí? Quem está escrevendo o texto sou eu e, além do mais, estava falando que “o correto uso do termo é ‘cedilha’ e, não, ‘cecedilha'” só por curiosidade, precisou repetir quantas vezes essa última frase? Continuar lendo

Frio: campanha do agasalho e saudações, o que eles têm em comum?

 

frio

Muchas cositas:

Frio é um saco. O inverno é pior ainda.

Tem diferença sim, o frio está a seu dispor, você sempre pode ter frio, até no verão. Não vai me dizer que sente algo diferente de frio quando vai tomar uma ducha naqueles clubes de piscina? É frio puro.

Até vocês, homens, sentem frio – essa naturalidade toda com água gelada é puro fingimento e uma tentativa inútil de sedução,  não é sedutor tentar secar o cabelo jogando a cabeça freneticamente, está mais pra cachorro saindo do banho… Continuar lendo

Maquiagem faz milagre!

maquiagem

Nada que uma boa maquiagem não resolva! Nada mesmo, esse ‘trocinho’ é milagroso, resolve pequenos detalhes como olheiras e olho pequeno, corrige características não desejadas como nariz muito grosso, muito fino, muito feio e até conserta estragos maiores tipo uma bolada na cara, olho roxo, falta de um olho, entre outros.

Para exemplificar as amplas possibilidades que temos com a maquiagem, outro dia me deparei com uma pessoa com dois narizes, um deles foi maquiado [não consegui saber qual era o verdadeiro… ah ta, o que estava no meio do rosto?]. Continuar lendo

Filas

filaOdeio filas.

Não odeio sem razão, na verdade, eu não odeio nada sem razão, somente os urologistas.

As filas, como dizia, são chatas e, além disso, nos deixam sem jeito. Não sei se fico olhando pro chão, pra rua, para os móveis do local, paredes, teto, etc. Somente uma coisa eu sei e te aconselho: nunca olhe para as pessoas, principalmente se você estiver numa típica fila brasileira, onde as pessoas estão tão juntas que chegam a se encaixar e se alguém fizer um movimento brusco todo mundo cai. Já viu isso? Eu também não… Continuar lendo

Paquera

gato shrek

Esses dias, encontrei um rapaz na rua com quem eu tinha conversado algumas vezes no Facebook e que parecia “bem interessado” na minha pessoa. Por consideração, cumprimentei o infeliz. Mas sabe quando a gente percebe que a criatura não faz a mínima ideia de quem somos? Ele deve estar até agora pensando “mas da onde era aquela menina?!”

Eu, claro, excluí ele do Facebook, Watsapp, deixei de seguir no Twitter, bloqueei no chat, no Instagram, excluí do Skype, na verdade, excluí o Skype e pedi meus móveis do Habbo de volta.

Lição: Rapazes, não tentem arrumar namorada paquerando um monte de meninas ao mesmo tempo. É impossível lembrar de 50 rostos (a média desses desesperados), principalmente quando nunca viu nenhum ao vivo!